Segurança ou sensação de segurança?

Jun. 3, 2015

Hoje eu contratei o serviço de uma empresa que disponibiliza um vigilante para
circular de moto ou carro (depende do frio) durante a noite, todos os dias da
semana para ficar de olho em relação a suspeitos na vizinhança, auxiliar e
verificar se está tudo tranquilo ao sair de casa ou chegar com carro a noite,
etc.

Principalmente porque eu sempre viajo pra visitar meus sogros,
mãe e irmãs que não moram na mesma cidade que eu e isso me deixa com uma
sensação melhor ao deixar minha casa sozinha.

Eu sei que se um bandido quiser entrar aqui na minha casa mesmo tendo vários
cães grandes e bravos, deixando tudo trancado e com essa empresa monitorando a
rua, ele vai entrar, mas, eu estou pagando para ele para ter uma sensação
maior de segurança.

Refletindo sobre isso eu me lembrei de uma discussão na lista do
Área 31 Hackerspace onde foi dito que o mercado de segurança da informação
não vende a segurança em si, e sim a sensação de segurança, pois quando alguém
está disposto a encontrar uma brecha ele encontra, basta ter conhecimento,
disponibilidade, paciência e persistência.

Sendo assim, quero neste post enumerar atitudes que podem ser tomadas, técnicas
que podem ser usadas e ferramentas que podem ajudar você a aumentar a sua
sensação de segurança ao usar seu computador pessoal:

Existem muitas outras dicas que poderiam ser dadas, essas vieram em mente agora, o importante é sempre prestar atenção pois como pôde ser observado, muitas falhas de segurança estão no comportamento do usuário e não nos sistemas.

PS: A dica do anti-virus é principalmente para usuários de sistema operacional Windows, apesar de existirem opções de anti-virus para OS X e Linux.

Você tem alguma dica que não está descrita acima? Deixe um comentário.