Salmo 33

Justos, exultai no Eterno! Àqueles de coração puro, cabe erguer cânticos de louvor. 

Rendei graças com o saltério e com a harpa. 
Entoai uma nova canção, com doçura, júbilo e exaltação, pois perfeita é a palavra do Eterno, e fidelidade marca tudo o que faz. 
Ele ama a retidão e a justiça; repleta está a terra da benignidade do Eterno. 
Por sua palavra foram criados os céus e pelo sopro de Sua boca, tudo que nela existe. 
Ele recolhe as águas como num vaso e junta as ondas nos abismos. 
Que toda a terra saiba temer o Eterno, assim como é temido por todos os habitantes do mundo. 
Pois Ele falou e cumpriu; ordenou e assim se fez. Ele frustra o projeto das nações e anula os intentos dos povos. 
Os desígnios de Seu coração persistem para sempre e Seu conselho se mantém por todas as gerações. 
Feliz é a nação que por seu Deus tem o Eterno e o povo que Ele escolheu por Sua herança. Do alto, olha o Eterno e divisa todos os filhos dos homens. 
De Sua habitação, a todos os habitantes da terra dirige Seu olhar. Ele analisa os corações de todos e prescruta todas as suas obras. 
Não há rei que só por seu grande exército alcance vitórias, nem poderosos que só por força se possam livrar de todos os males. 
Não asseguram vitória os cavaleiros, nem mesmo por sua robustez a salvação. 
Os olhos do Eterno fitam os que O temem, e dão atenção aos que esperam por Sua benevolência, para livrar da morte suas almas e sustentá-las em tempos de escassez. 
Nossa alma espera pelo Eterno. Ele é o nosso amparo e nosso Escudo, pois Nele se alegrará nosso coração, já que em Seu santo Nome depositamos nossa confiança. 
Derrama sobre nós Tua bondade, ó Eterno, em proporção às esperanças que só em Ti depositamos.

Start the Discussion!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.